quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Falece Billy Graham, aos 99 anos Ele foi o maior evangelista do século 20 e conhecido como ´O Pastor da América`

Billy Graham, o maior evangelista do século 20, faleceu na manhã desta quarta-feira (21), aos 99 anos.  Ele morreu em sua casa em Montreat, na Carolina do Norte, de acordo com Jeremy Blume, porta-voz da Billy Graham Evangelistic Association.

O célebre pastor batista da Carolina do Norte ficou conhecido por levar suas cruzadas evangelísticas ao redor do mundo, levando 3 milhões a Cristo.

Graham serviu como conselheiro ou ministrou a uma dúzia de presidentes dos Estados Unidos, além de ter se encontrado com dezenas de líderes mundiais, dentre eles os mais importantes de sua geração. Estima-se que ele tenha pregado a cerca de 215 milhões de pessoas em 185 dos 195 países ao redor do mundo durante sua vida. Sua mensagem chegou a milhões de pessoas, sendo uma presença quase constante no rádio, na televisão e na internet.

Chamado por muitos de “O Pastor dos Estados Unidos", ele teve um início modesto, crescendo em uma fazenda em Charlotte, Carolina do Norte. Ele aceitou Jesus aos 16 anos, através do ministério do evangelista Mordecai Ham. Graham mais tarde mudou-se para a Flórida e foi ordenado pastor lá em 1939. Ali, conheceu sua futura esposa, Ruth McCue Bell, enquanto eles freqüentavam o Wheaton College, e se casaram em 1943. Juntos criaram cinco filhos e ela se tornaria uma conselheira confiável dele. “Quando se trata de coisas espirituais, minha esposa teve a maior influência no meu ministério”, disse Graham de Bell, que morreu em junho de 2007.

Graham era conhecido por seu senso de humor e por manter uma visão cristã não partidária, o que lhe valeu algumas críticas. Mas a sua dedicação ao ministério e à unidade é muito evidente e melhor lembrada na sua recusa em prestar atenção às políticas de segregação. Martin Luther King Jr. tinha Graham como um amigo íntimo e aliado, tendo dito deste: “Se não fosse pelo ministério do meu bom amigo, o Dr. Billy Graham, meu trabalho no Movimento dos Direitos Civis não teria tido tanto sucesso quanto tem sido”.

Outro ponto lembrado sobre sua vida é que, em mais de 60 anos de ministério, Graham nunca esteve envolvido em escândalos, de maneira que seu nome sempre aparecia nas primeiras posições de todas as listas de pessoas mais amadas nos Estados Unidos.

Em seu Twitter, o presidente Donald Trump disse que "não havia ninguém como ele" e que Graham "fará falta aos cristãos e a todas as religiões", pois era "um homem muito especial".

O vice-presidente Mike Pence afirmou em seu Twitter: "Choramos sua morte, mas tenho absoluta certeza que hoje ele ouviu estas palavras: 'Bem está, servo bom e fiel!'. Obrigado, Billy Graham!"

O ex-presidente George H. Bush emitiu a seguinte declaração: "Billy Graham foi o Pastor da América. Sua fé em Cristo e seu espírito evangélico totalmente honesto inspiraram pessoas em todo país e no mundo. Creio que Billy tocou os corações não só de cristãos, mas de pessoas de vários tipos de fé, porque ele era um homem bom. Tive o privilégio de tê-lo como amigo pessoal. [...] Ele foi um mentor para vários dos meus filhos, incluindo o ex-presidente dos Estados Unidos [Georgge W. bush]. Sentiremos falta de nosso bom amigo".

O ex-presidente Barack Obama disse pelo Twitter que Graham foi "um servo humilde que orava por muitos. [...] Cm sabedoria e graça ele deu esprança e orientação a gerações de americanos".
Seu filho, Franklin Graham, assumiu seus ministérios, enquanto Graham retornou a uma vida tranquila na Carolina do Norte, não muito longe da Biblioteca Billy Graham, em Charlotte.

“Meu lar está no céu”, declarava ele habitualmente. “Eu estou apenas peregrinando neste mundo”.


Confira abaixo a última mensagem do evangelista Billy Graham na TV:
Postar um comentário