quarta-feira, 2 de abril de 2014

Sete Mentiras sobre a Política que todo Crente deve Saber



Pr. Edvaldo Jr.

1- DEUS NÃO SE “METE” EM POLÍTICA – Mentira! Deus sempre se importou com a vida política do seu povo. Uma rápida leitura dos Livros de Reis e Crônicas nos dirá claramente isso. Reis sendo postos e depostos por ordem do Senhor; governantes sendo criticados e orientados por profetas que falavam em nome de Deus. Deus sempre participou da história política mundial, apesar da desobediência e descaso dos outros protagonistas.

2- POLÍTICA NÃO É COISA DE CRENTE – Mentira! Imagine se verdadeiros filhos de Deus governassem este mundo. Que diferença faria! Entretanto, por puro preconceito, deixamos que o ímpio domine e o povo seja oprimido brutalmente. Provérbios 29: 2 diz: “Quando se multiplicam os justos o povo se alegra, quando porém, domina o ímpio, o povo geme.”

3- POLÍTICA É COISA DE LADRÃO – Mentira! Ladrão tem em todo lugar. Há ladrões pastores, ladrões padres, ladrões engenheiros, ladrões carpinteiros, ladrões garis, ladrões políticos, ladrões em todas as profissões. Entretanto, esta não é a regra. A regra de ouro é a honestidade em qualquer posição na vida. Ninguém se torna ladrão porque se elegeu para um cargo público. Ele já tinha a tendência ou o propósito à prática criminosa antes de auferir esta condição. Cabe a nós uma escolha mais qualificada, para que o risco seja reduzido.

4- IRMÃO É OBRIGADO A VOTAR EM IRMÃO – Mentira! O voto é livre e ninguém está obrigado a votar de acordo com sua afinidade religiosa. Há políticos muito bons que não estão nas igrejas e políticos de péssima conduta que ostentam o nome de cristãos. Bom seria se tivéssemos mais candidatos evangélicos e comprometidos com a palavra de Deus, infelizmente, pela ausência de bons cristãos nas disputas eleitorais ficamos, às vezes, sem alternativa. 

5- A POLÍTICA NO BRASIL NÃO TEM MAIS JEITO – Mentira! Todas as nações do mundo já experimentaram momentos muito difíceis politicamente, entretanto, superaram e cresceram como superpotências. Porém, o seu povo desejou e partiu em busca de soluções efetivas. Escolheram modificar a própria história e assim o fizeram. Enquanto ficarmos acomodados, contemplativos e vulneráveis a todo tipo de engano nunca sairemos deste estado de mediocridade política e econômica em que vivemos.
Nossas igrejas reúnem por domingo cerca de 40 milhões de pessoas e, raramente mesmo, oramos pelo destino do nosso Brasil. A mudança pode começar a partir do povo que mais se reúne no mundo.

6 – O CRISTÃO É CIDADÃO DO CÉU E ISSO BASTA – Mentira! Além de sermos cidadãos do Céu, somos cidadãos desta sociedade terrena e não podemos fugir disto. A falsa idéia de que o olhar do cristão deve estar voltado somente para o Celeste Porvir tira de nós a oportunidade de lutar por dias melhores aqui e agora. O Plano de Deus é de felicidade plena para o ser humano nesta dimensão e na vindoura. O crente no Senhor Jesus deve estar preocupado com a realidade deste mundo, enquanto aguarda o cumprimento das Promessas do Futuro.

7 – IGREJA NÃO É LUGAR DE POLÍTICA – Mentira! A palavra igreja deriva do grego ekklesia (chamados para fora), uma reunião de cidadãos em praça pública para decidir os destinos da vila ou cidade em que moravam. Com esta derivação, a igreja não poderia perder o sentido de espaço para discussão de ideias, conciliação de interesses e ações para mudar a realidade que lhe cerca. A igreja deve ser, também, o ambiente para mover o povo em direção a atitudes relevantes socialmente, tudo isso sem perder o seu caráter de átrio para adoração ao Senhor e crescimento na Graça de Cristo.

Creio plenamente que igreja é lugar de política. Política que construa, que mude os rumos desastrosos da nação. Política que promova mudanças para que experimentemos junto com os outros, desde já e agora, uma porção significativa da Justiça e Paz que esperamos desfrutar plenamente no Céu.

Postar um comentário

vídeos gospel de Pres. Médici-MA

Loading...