sábado, 30 de dezembro de 2017

Fim de ano: tempo de refletir e prosseguir

Prezados irmãos e amigos leitores, estamos no limiar de um novo ano. É comum à uma parcela considerável de pessoas usar a última semana do ano para fazer um balanço da vida. Reflexões das mais diversas e nas mais variadas áreas do viver: o casamento, a família, o ministério, a profissão, a saúde, os sentimentos, os projetos, as amizades, as finanças e outros. Nestes últimos dias de dezembro de 2017 não será diferente. É tempo de refletir, avaliar e reavaliar tudo quanto se viveu e experimentou no ano que finda.
Certamente podemos compartilhar muitas alegrias, conquistas e vitórias alcançadas. Temos bons e alegres momentos para recordar e agradecer ao nosso bondoso, misericordioso e eterno Deus. Rendemos louvores pela dádiva da vida e saúde, pela companhia de familiares e amigos, pelos companheiros na Seara do Senhor, pelos colegas de trabalho e estudos, pela formatura e colação de grau, pelos aniversários, noivados e casamentos e tantos outras celebrações e motivos de gratidão. Portanto, não esqueçamos de render graças ao Senhor: “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos” (Cl 3.15).
Entretanto, sabemos que não colhemos apenas flores, por vezes os espinhos nos feriram, machucaram, causaram dores, trouxeram sofrimento e nos fizeram chorar.  Alguns perderam entes queridos, outros perderam o amor de suas vidas e até a razão para viver. Há
também aqueles que lutaram e ainda lutam para recuperar a saúde, as finanças ou a reputação. Existe os que sofreram traições, incompreensões e calúnias. Enfim, a lista daquilo que não deu certo ou que não aconteceu conforme o planejado é maior ou menor a depender da experiência e do aprendizado de cada um.
Porém, apesar da reflexão acerca da dor e do sofrimento ser algo relevante e indispensável, não podemos ficar presos aos possíveis fracassos, lágrimas derramadas, batalhas perdidas, reveses sofridos ou erros cometidos. Nas Escrituras Sagradas Paulo nos convida a não remoer o passado, o apóstolo deixou a seguinte orientação: “uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3.13-14).
Por conseguinte, sob esta perspectiva, deixo aqui registrado a minha gratidão a Deus pelo ano de 2017 que está findando. Agradeço pelas lutas e pelas vitórias, pelo cuidado e proteção divina na minha vida, saúde, família, amigos e ministério. Meus agradecimentos a nossa querida CGADB e CPAD pela oportunidade e privilégio de cooperar como colunista e escritor. Agradeço a todos os leitores do portal CPADNews e pelos expressivos comentários enviados. E por fim, do modo como somos exortados pela Palavra de Deus, concito aos prezados (as) que prossigamos rumo ao ano de 2018 cheios de fé e esperança em Cristo Jesus que nos resgatou das trevas (Cl 1.13) e que garante a nossa vitória hoje e sempre (1Co 15.57).
Pense Nisso!
Feliz, abençoado e próspero 2018!
Douglas Roberto de Almeida Baptista

Fonte: CPAD News
Postar um comentário